PODENGO PORTUGUÊS GRANDE de pelo liso

O Podengo Português é uma raça de cães de Portugal que pode variar em tamanho de pequeno, médio e grande, todos podendo ter o pêlo liso ou sedoso. As variedades pequena e média são bastante comuns em Portugal, sendo usadas em matilha para a caça, em particular ao coelho. O Podengo Português Grande é bastante raro, correndo perigo de extinção, sobretudo a variedade de pêlo liso. São utilizados em matilhas de caça grossa, nomeadamente na caça ao javali, sendo mesmo a única raça portuguesa usada para esse fim. São cães de carácter vivo, alegre, inteligentes e muito sociáveis com outros cães. São extremamente afectuosos com os donos, cuidadosos com as crianças e asseados. Temerários na caça, são muito ariscos a estranhos, o que, aliado à permanente vigilância do seu território, faz deles atentos cães de guarda, desprovidos contudo da agressividade de outros cães de guarda e defesa.

História
O Podengo Português está classificado como uma raça de tipo primitivo, sendo assim considerada uma das mais antigas raças de cães conhecidas. Entre os seus mais prováveis ascendentes encontra-se o Pharaoh Hound, o cão dos faraós do Antigo Egipto.

Pensa-se que o Podengo Português foi introduzido no nosso país por volta de 700 a.C. pelos mercadores fenícios que na altura asseguravam as trocas comerciais por todo o Mediterrâneo. Aquando das invasões árabes, entre os séculos VIII e XII, os podengos foram cruzados com outras raças de cães primitivos provavelmente com as mesmas origens do podengo, mas ambos desenvolvidos de forma diferente.

A primeira referência escrita a cães caçadores de coelhos é feita em 1199, no reinado de D. Sancho. A partir desta data, surgem vários registos referentes a cães de caça, usados inclusivamente em caçadas reais com estas características. Contudo, o Podengo Português deve a sua popularidade ao povo mais humilde que o adoptou como cão de caça.

Existem seis variedades de podengo: duas variedades de pêlo – liso e cerdoso - e três variedade de tamanho – pequeno, médio e grande - que se combinam entre si.

As variedades de pêlo surgiram da adaptação ao clima: a variedade de pêlo liso é mais comum no Norte de Portugal, uma vez que o pêlo liso seca mais facilmente depois de molhado, devido às chuvas frequentes que ocorrem acima do Douro. A variedade de pêlo cerdoso é encontrada nas planícies Alentejanas, onde o pêlo protege a pele dos raios de sol e do frio no Inverno.

As três variedades em termos de tamanho ajustam-se facilmente aos diferentes terrenos e presas. O Podengo Grande caça presas maiores em terrenos planos, sendo veados e javalis as presas mais comuns. Devido à diminuição destas espécies e à implementação de restrições à caça grossa, o Podengo Grande passou a ter menos "uso" e consequentemente menos adeptos. É a variedade mais rara, e o número de exemplares tem descido a partir da década de 70, ao ponto de os registos iniciais desta variedade (RI) estarem abertos a exemplares em Portugal.

O Podengo Médio é especialista em terrenos mais acidentados. É perito em perseguir coelhos, matar a presa e devolvê-la ao caçador. Já a menor estatura do Podengo Pequeno permite-lhe entrar nas tocas para expulsar os coelhos. As três variedades trabalham em matilha e muitas vezes em conjunto, auxiliando-se na caça ao coelho, por exemplo.

As variedades mais populares são a pequena e a média, devido ao grande número de adeptos de caça ao coelho e também porque a estatura dos animais torna-os bons cães de companhia.

As variedades mais pequenas foram também utilizadas como caçadores de ratos. Este trabalho era sobretudo útil em barcos e pensa-se que terão sido levados nas caravelas e outras embarcações na altura dos Descobrimentos. O Podengo Português espalhou-se assim um pouco por todo o mundo e acredita-se que esteja na base de várias outras raças de cães.

A teoria mais aceite até à pouco tempo era a de que as variedades mais pequenas surgiram a partir da miniaturização da variedade maior. Contudo, existem outras correntes que defendem que as várias variedades têm origens diferentes. Uma origem alternativa seria descenderem de pequenos lobos ibéricos.

O Podengo Português estreou-se em exposições caninas em 1902, apesar de o estalão da raça só ter sido publicado em 1955. Foi apenas a partir desta data que as várias variedades de Podengo foram estabelecidas, exceptuando o Podengo Pequeno com pêlo cerdoso que apenas foi incluído no estalão em 1978.

Na última década o Podengo Português tem crescido de popularidade no nosso país e encontra-se actualmente entre as 10 raças mais populares, segundo os dados do Clube Português de Canicultura.

Temperamento
O Podengo Português é um cão de espírito vivo e boa disposição. É corajoso e inteligente, sendo todas as variedades boas escolhas para cão de companhia. Com os donos é afectuoso e é de confiança com crianças mais velhas que saibam respeitar o espaço pessoal do cão.

Rústico, activo e um pouco barulhento está sempre pronto para brincar. O Podengo Português sofre bastante com a solidão e gosta de ser incluído em todas as actividades familiares. É um cão simpático que recebe bem os estranho, mas atento e alerta, não deixa de ladrar em aviso.

Como cão de caça, usado em matilha, convive com outros cães. Devido ao seu forte instinto de caça, é preciso algum cuidado com animais mais pequenos.

O Podengo Português tem os sentidos de visão, olfacto e audição muito apurados e tende a distrair-se com o mais pequeno barulho. São cães capazes de seguir uma pista até se perderem por não conseguirem encontrar o caminho para casa. Por este motivo, nunca devem ser soltos na rua, a não ser em locais perfeitamente vedados.

Bem adaptados à vida no exterior, o Podengo necessita contudo de um abrigo adequado. As variedades Média e Pequena adaptam-se bem a pequenos espaços vivendo perfeitamente em apartamentos urbanos. O Podengo Português dá-se bem em climas quentes ou húmidos.


Exercício e treino
Como cão de caça, o Podengo Português está preparado para aguentar dias inteiros de exercício. O Podengo de companhia não necessita de ser estimulado o dia inteiro, uma vez que estes cães são activos em casa. Contudo, indispensáveis são os passeios diários e as sessões de brincadeira.

Como se trata de um cão extremamente inteligente, estimule a curiosidade e a mente do cão explorando sempre que possa caminhos alternativos ao passeio clássico à volta do quarteirão.

O Podengo Português é uma boa raça para agility e outras actividades caninas semelhantes.

O treino do Podengo Português aprende rapidamente e retém os comandos facilmente, mas distrai-se facilmente com os sons, cheiros e imagens à sua volta.


Aparência Geral
Existem seis variedades do Podengo Português, que combinam as variedades de estatura com as variedades de pêlo:

Grande com pêlo curto;
Grande com pêlo comprido (cerdoso);
Médio com pêlo curto;
Médio com pêlo comprido (cerdoso);
Pequeno com pêlo curto;
Pequeno com pêlo comprido (cerdoso).
OS Podengos têm a mesma confomração, exceptuando no que diz respeito ao tipo de pelagem e tamanho e peso:

A mais pequena variedade do Podengo mede 20 a 30 cm e pesa 4 a 5 kg;
O Podengo Médio tem entre 40 e 55 cm e pesa entre 16 e 20 kg;
O Podengo Grande vai desde os 55 até aos 70 cm.

Todas as variedades do Podengo Português são bem proporcionados, com um bom esqueleto e musculados. A cabeça é seca e em forma de pirâmide quadrangular, com base larga e extremidade bastante afilada. As orelhas têm ima inserção oblíqua e média, com grande mobilidade. Apresentam-se direitas, verticais ou um pouco inclinadas para diante, quando atentos. São pontiagudas, largas na base, de forma triangular, finas e mais altas do que largas.

Os olhos possuem uma expressão de olhar muito viva e são pouco salientes nas órbitas. Podem ter várias tonalidades: desde a cor do mel à castanha, consoante a pelagem. De formato oblíquo e pequeno, são cobertos por pálpebras com pigmentação mais carregada do que a cor da pelagem. O nariz é adelgaçado e truncado obliquamente e é proeminente na ponta. É também de cor mais carregada do que a pelagem. Os lábios são encostados, finos, firmes e rasgados a direito. Os maxilares são normais com dentes brancos e sólidos. O pescoço apresenta uma ligação harmoniosa com a cabeça e com o tronco. É a direito, comprido, proporcionado, forte e bem musculado sem vestígio de barbela.

Relativamente aos membros anteriores e posteriores são bem aprumados de frente e de lado, bem musculados e secos. Os braços são compridos, oblíquos, fortes e bem musculados. As mãos e pés são arredondados com dedos compridos, fortes e unidos de curvatura fechada. As unhas fortes e curtas são de preferência escuras. As palmas apresentam-se resistentes e duras. A coxa é comprida, de largura média e musculada. A perna é oblíqua, comprida, seca, forte e musculada. A cauda tem uma inserção mais alta do que baixa. É forte, grossa e pontiaguda, de comprimento médio. Em repouso cai entre as nádegas e em acção levanta-se horizontalmente, ligeiramente arqueada, ou, verticalmente, dobrada em foice, mas nunca enrolada.

O tronco apresenta uma linha superior do tronco direita ou ligeiramente arqueada, já a linha inferior é ligeiramente subida. O peitoral é pouco saliente e musculado, não sendo muito largo. O peito é descido, de largura média e comprido, com esterno inclinado para trás e para cima. As costelas são pouco arqueadas e oblíquas. O dorso é direito ou ligeiramente mergulhado e comprido. O lombo é direito ou ligeiramente arqueado, largo e musculado. Os andamentos são velozes e ágeis.


Tipo de Pêlo
Existem duas variedades de pêlo no Podengo Português. A pelagem curta é lisa, macia e mais densa do que a variedade de pêlo comprido. A pelagem mais longa é cerdosa e mais comprida no queixo, formando uma “barba”.

As cores predominantes são o amarelo e fulvo nos animais de variedade claro, comum e escuro ou torrado e preto mal tinto ou desbotado. Podem também ser unicolores ou malhados de branco.


Saúde e Higiene
O Podengo Português é considerado um cão muito saudável.

Qualquer das variedades, curto ou comprido (cerdoso), não apresentam subpêlo o que diminui drasticamente a quantidade de pêlo que os cães, em certas épocas do ano, espalham pela casa. De fácil manutenção, precisa apenas de escovagens semanais.

TOP

Website Design by: .

 

 

VALE DOS LEÕES